sábado, 22 de junho de 2013

Fazer o que se gosta e equidade

É importante as pessoas estarem envolvidas em projectos de que gostem, que as entusiasmem e lhes dêem prazer concretizar. Quando gostamos do que fazemos, fazemo-lo com motivação e empenho acrescidos, estamos naturalmente envolvidos com o trabalho. Tentar que isso aconteça dentro da organização é desejável, obviamente.
Outra questão que me preocupa é a de manter a temática da equidade entre as pessoas. É um tema algo complexo, muitas vezes com interpretações ou aplicações um pouco enviesadas, mas deve ser tratado com clareza e frontalidade.

Nuno Macedo Silva